Chega logo, minha menininha!

E no auge das minhas 35 semanas de gravidez da minha filhota Marília, começo a me acostumar com o mundo cor-de-rosa.

Como as coisas são diferentes de um sexo para o outro. Quando estava grávida do Thi tinha um monte de roupinha de “homenzinho” espalhadas pela casa… calças jeans, sapatinhos de mocinho, blusas de capuz camufladas. Uma graça, cada peça me fazia morrer de amor.

Antes mesmo de engravidar de novo, eu já sentia que a próxima seria uma menina. Mas quando aconteceu não imaginaria tanta diferença nas roupas e acessórios. Tudo o que eu ia ver era rosa. Ou rosa, ou de oncinha. E eu sou uma pessoa vaidosa, mas super discreta, não conseguia imaginar minha bebê com casacos de oncinha ou calças cheias de brilho.

Mas até que os meses foram passando e conforme fui ganhando presentinhos e começando a transformar um quarto cheio de Power Rangers e Super-heróis em um quarto que será dividido por dois irmãos de sexo diferente, a ficha começou a cair (ainda bem!).

Cada roupinha começou a ser imaginada com um corpinho dentro, um cheirinho gostoso, um cuidado… e depois do Chá de bebê já não consigo pensar em muita coisa além de escutar o chorinho da Marilinha se espalhando pela casa.

13164477_10207084482014403_5583822544480222963_n

O Thiago também, já separou alguns bichinhos que ele quer dar para ela, já pergunta umas 35 vezes por dia se ela vai demorar muito para nascer. Nossa, uma gestação para uma criança de 3 anos deve parecer muito mais longa, né?

Mas escrevo aqui na ânsia de compartilhar logo com vocês como ela é… como ela será aqui desse lado de fora… porque do lado de dentro, ela já é muuuito amada e esperada! :-)

Um abraço.

Cecília.

Leia Mais